Grundfos na Embaixada Dinamarquesa em Madrid

05/12/2018

Grundfos na Embaixada Dinamarquesa em Madrid

Nos passados días 30 de novembro e 3 de dezembro, a Grundfos esteve presente na embaixada dinamarquesa em Madrid, para falar de uma visão do mercado que compara o ontem com o amanhã, e como é feita a adaptação a uma mudança de tempos, mentalidades e necessidades.

Como parte da nossa participação no Danish Business Club, no dia 30 de novembro e 3 de Dezembro, as equipas de Water Utility e Marketing da Iberia, estiveram a apresentar algumas das nossas soluções aos principais intervenientes do mercado de tratamento de água, juntamente com três outras empresas dinamarquesas de grande importância no setor: Danfoss, Kamstrup e AVK.

Sob o tema escolhido, o Ciclo de Água Completo, que se tem concentrado no aumento da eficiência da gestão da água e redução de perdas em sistemas de distribuição, a Grundfos foi até à embaixada dinamarquesa no centro Madrid com uma abordagem chamada "Soluções para o ciclo da água - de uma abordagem tradicional a uma inovadora", onde, como de costume nos últimos tempos, os benefícios dos nossos produtos são realçados, e damos a conhecer a nossa orientação ao oferecer soluções completas aos nossos clientes, ajudando-os a resolver os seus problemas diários.

Entre os participantes estavam representadas instituições como o Ministério da Agricultura, Alimentação e Ambiente, Confederação Hidrográfica do Tejo ou SOMACYL, bem como utilizadores finais como é o caso da Canal de Isabel II e Aquavall, assim como responsáveis técnicos, de engenharia e compras, de empresas como a Acciona Agua , Aqualia, Suez, Valoriza Agua, Elecnor, entre outras.

A Grundfos está presente em todas as fases do ciclo da água, desde a captação ao
tratamento de águas residuais, sendo muito consciente da importância da digitalização na sociedade de hoje. Assim, oferecemos equipamentos inovadores para monitorizar a qualidade da água como o BACMON, e soluções como redes iSolutions Cloud para o tratamento de águas residuais que permitem, ao trabalhar diretamente com o cliente, desenhar redes inteligentes que se encarregam da manutenção preditiva, da medição dos caudais em função dos fenómenos meteorológicos ou a monitorização do caudal atual e nível de utilização das estações de bombeamento na rede, facilitando assim a gestão dos ativos e fazer com que a tomada de decisão seja baseada nos dados compilados pelas bombas e sensores, localizando potenciais poupanças energéticas e melhorias nos sistemas de bombeamento.