Sistema automático de extinção por água

Os sistemas automáticos de extinção por água são utilizados para a supressão de incêndios em edifícios. A bomba do sistema distribui a água através das tubagens, e depois esta é libertada pelos sprinklers.  

Os sistemas automáticos de extinção por água utilizam água para a supressão, e possível extinção de incêndios em edifícios. As tubagens são utilizadas para distribuir a água pelo edifício para o local do incêndio.

Habitualmente, o sistema utiliza grandes quantidades de água com um Qmínimo = 1000 l/min a uma pressão máxima de H =12 bar, com grandes gotículas de água libertadas pelos sprinklers. Em edifícios altos, os sistemas automáticos de extinção por água poderão ter pressões muito elevadas, chegando facilmente a ultrapassar os 12 bar.

A água é um meio relativamente barato, e, geralmente, está disponível em quantidades adequadas. É muito útil para o combate a incêndios, uma vez que as gotículas de água absorvem rapidamente o calor, e convertem-no em vapor, deslocando o ar e sufocando o fogo. 

O sistema automático de extinção por água pode ser abastecido pela rede pública. Nesta modalidade, a água é fornecida diretamente da rede de abastecimento público ao sistema. É necessário que o abastecimento da rede tenha um caudal e pressão suficientes para os requisitos do sistema.

Quando o caudal se adequa, mas a pressão não, poderá ser instalada um bomba na tubagem para aumentar a pressão da água que vem da rede. Podem ser utilizados depósitos para armazenar água para o sistema, quando o caudal da tubagem do abastecimento público não é apropriado.


Sala da bomba 

Habitualmente, a sala da bomba está localizada na cave do edifício, ou num compartimento separado ou contentor. É nesta sala que a água e a eletricidade são fornecidas diretamente às bombas do sistema automático de extinção por água, que são acionadas por motores elétricos. É também aqui que se encontram outros componentes, como a bomba de manutenção da pressão, o sistema de ventilação, os dispositivos de medição, os controladores, as válvulas de alarme, as principais tubagens de distribuição, a bomba auxiliar, o depósito de água, os dispositivos de alarme, etc. 

Tubagens 

As tubagens do sistema instaladas no edifício começam com os tubos de subida na sala da bomba, depois dividem-se em tubos de distribuição onde estão instalados os sprinklers. É necessário ter em consideração a temperatura ambiente à volta destas tubagens, e, quando apropriado, poderá instalar-se aquecimento elétrico para proteger as tubagens contra a formação de gelo.

Válvula de alarme

As válvulas de controlo são utilizadas para indicar a presença de incêndio, e o consequente fluxo de água no sistema. Existem diversos tipos de válvulas, mas todos têm como função informar, através de dispositivos de monitorização e alarme, que houve uma queda de pressão, provocando a abertura da válvula. Estas válvulas podem encontrar-se na sala da bomba, mas também espalhadas pelo edifício, sobretudo no caso de sistemas por zonas (quando o sistema tem várias zonas para facilitar a manutenção).





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati