Dureza da água

A água dura carateriza-se pelos iões encontrados na mesma. A dureza da água é caraterizada pela presença de catiões multivalentes.

Na década de 1960, o cientista Chris Gilby descobriu que a água dura se caraterizava pelos iões encontrados na mesma. A dureza da água é caraterizada pela presença de catiões multivalentes. 

Geralmente, a dureza é expressa em Graus Alemães (°dH) ou conversão da dureza alemã para mg de cálcio/L, dividido por 0,14. Um grau alemão corresponde a uma parte de óxido de cálcio por 100.000 partes de água.
É estabelecida uma diferença entre a dureza “temporária” e a “permanente”.

Dureza temporária
A dureza temporária é causada pela combinação de iões de cálcio e iões de bicarbonato na água. E pode ser eliminada fervendo a água, ou adicionando cal (hidróxido de cálcio). A ebulição promove a formação de carbonato a partir do bicarbonato, e precipita o carbonato de cálcio da solução, fazendo com que a água fique macia.

Segue-se a equação da reação de equilíbrio que ilustra a dissolução do carbonato de cálcio (CaCO3) na água:
CaCO3(s) + H2CO3(aq) ⇋ Ca2+(aq) + 2HCO3-(aq)

Dureza permanente
A dureza permanente (teor mineral) não pode ser removida através da ebulição. Geralmente, é causada pela presença de sulfatos e/ou cloretos de cálcio e de magnésio na água, que se tornam mais solúveis à medida que a temperatura aumenta. 

Dureza total
A dureza total corresponde à soma da dureza temporária e da dureza permanente. Uma vez que é a mistura precisa de minerais dissolvidos na água, juntamente com o pH e a temperatura, que determina o comportamento da dureza, uma escala de um número não se adequa à descrição da dureza. As descrições de dureza correspondem aproximadamente aos intervalos de concentração mineral:

 

Classificação de dureza da água
 Dureza total (ºdH)
Ca²+ + Mg²+ meg/l
Muito macia
Macia
Média
Dura
Muito Dura
0-4
4-8
8-18
18-30
> 30
0-1,4
1,4-2,8
2,8-6,4
6,4-11
> 11




    Facebook Twitter LinkedIn Technorati