Sobreaquecimento

O sobreaquecimento é uma expressão técnica utilizada para um refrigerante no estado gasoso a uma temperatura superior à temperatura de evaporação correspondente à pressão atual.

Numa instalação de refrigeração, o sobreaquecimento é utilizado em termos do evaporador, e da linha de descarga do compressor.

Todos os refrigerantes têm um estado líquido, gasoso e de evaporação, como a água a 1 bar: é líquida abaixo de 100 °C, evapora a 100 °C, e é gasosa (vapor) acima de 100 °C.

A temperatura de ebulição de um refrigerante depende da pressão, sendo que uma determinada pressão corresponde a uma temperatura de ebulição específica. Por exemplo, a amónia R717 a 2,9 bar entra em ebulição a -10°C, enquanto a 11,7 bar, o ponto de ebulição é 30 °C. A amónia a 11,7 bar está sobreaquecida a 35 °C, que é 5 °C acima do ponto de ebulição de 30°C.  

No compressor, o refrigerante é sobreaquecido através da absorção da energia necessária, para comprimir o refrigerante da pressão de aspiração até à de descarga.

No evaporador, a evaporação do refrigerante a determinada temperatura causa o sobreaquecimento do refrigerante até uma temperatura semelhante à do fluido arrefecido. 

Numa instalação de refrigeração com expansão direta, é necessário o sobreaquecimento no evaporador para evitar que o líquido chegue ao compressor. O que provocaria uma avaria.





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati