Parte fixa do empanque mecânico

A parte fixa (estacionário) do empanque está fixada ao cárter da bomba. É constituída por uma sede fixa e um vedante fixo secundário.

A parte fixa (estacionário) do empanque está fixada ao cárter da bomba. É constituída por uma sede fixa e um vedante fixo secundário. O vedante secundário evita fugas entre a sede fixa e o cárter da bomba. Evita ainda que a sede rode no cárter da bomba.

O método
Geralmente, o líquido bombeado (A) está em contacto com a extremidade externa do vedante rotativo. Quando o veio começa a rodar, a diferença de pressão entre o líquido (A) no cárter da bomba e a atmosfera (D) força o líquido para dentro da folga da vedação (de B a C), entre as duas superfícies rotativas planas. É gerada uma película lubrificante.

A pressão na folga da vedação reduz de B a C, atingindo a pressão em D. A fuga do empanque irá ocorrer para o ar.

As partes do empanque dentro da bomba estão sujeitas a uma força gerada pela pressão dentro da bomba. O componente axial desta força, juntamente com a força da mola, cria a força que fecha o empanque.





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati