Termístores PTC

Os termístores são resistências que reagem a mudanças de temperatura. Existem duas categorias: resistências termossensíveis de silício, e materiais cerâmicos policristalinos.

Os termístores comerciais PTC têm duas grandes categorias. A primeira diz respeito às resistências termossensíveis de silício. Estes dispositivos apresentam um coeficiente de temperatura positivo bastante uniforme (cerca de +0,77%/°C), em quase todo o seu intervalo operacional. Também podem apresentar um coeficiente de temperatura negativo a temperaturas acima de 150 °C. Estes dispositivos são frequentemente utilizados para a compensação de temperatura de dispositivos semicondutores de silício no intervalo de -60 °C a +150 °C.

A outra categoria de termístores corresponde a materiais cerâmicos policristalinos. Geralmente, são muitos resistentes, mas a presença de dopantes torna-os semicondutores. Habitualmente, são fabricados em composições de bário, chumbo, e estrôncio/titanato, com aditivos como ítrio, manganésio, tântalo, e sílica.

Estes dispositivos possuem caraterísticas de resistência com um coeficiente de temperatura negativo muito reduzido, até o dispositivo atingir uma temperatura crítica chamada “Temperatura de Curie”, temperatura de transição. 

Ao aproximar-se desta temperatura, o dispositivo começa a apresentar um crescente coeficiente de temperatura positivo, assim como um aumento considerável da resistência. A alteração da resistência pode envolver várias ordens de grandeza num intervalo de temperatura de apenas alguns graus.

Os termístores PTC devem ser conectados a um circuito de controlo que consiga transformar a alteração de resistência num sinal de controlo que permita cortar a fonte de alimentação do motor.

 





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati