Sulfureto de hidrogénio

O sulfureto de hidrogénio (H2S) é um gás tóxico e letal produzido nos sistemas de esgotos, durante a decomposição anaeróbica de matéria orgânica.

Esta matéria orgânica é decomposta através do oxigénio resultante da redução do sulfato (SO42-). O ião de sulfureto resultante (S2 -) reage com os iões de hidrogénio (H+)  na água e produz H2S.

O H2S é um gás altamente tóxico e inflamável. O sulfureto de hidrogénio é mais pesado do que o ar (densidade do ar atmosférico: 1,2 g/L, densidade do H2S: 1,4 g/L), logo, tem tendência para se acumular no fundo de espaços pouco ventilados. O H2S tem um odor forte muito caraterístico - ovos podres e flatulência. É detetável em baixas concentrações (ppm), enquanto que em concentrações elevadas, ou após exposição prolongada, incapacita o olfato. Um concentração de 0,07% é o suficiente para uma paralisia respiratória e morte rápidas. 

O H2S é altamente corrosivo, sendo, por exemplo, responsável pela corrosão em condutas de betão. Adicionalmente, o H2S torna alguns tipos de aço quebradiço, e pode provocar fissuração. Em contacto com o oxigénio, as bactérias aeróbicas oxidam o H2S transformando-o em iões de sulfato (SO42-). Em zonas húmidas, o sulfato reage com o hidrogénio livre (H+) formando H2SO. 

 





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati