Sistema automático de extinção por água

Os sistemas automáticos de extinção por água utilizam água para a supressão de incêndios em edifícios, evitando assim a perda de bens e de vidas.  

 

Os sistemas automáticos de extinção por água utilizam água para a supressão, e possível extinção de incêndios em edifícios. As tubagens são utilizadas para distribuir a água pelo edifício para o local do incêndio.

A água é um meio relativamente barato, e, geralmente, está disponível em quantidades adequadas. É muito útil para o combate a incêndios, uma vez que as gotículas de água absorvem rapidamente o calor, e convertem-no em vapor, deslocando o ar e sufocando o fogo. 

Os sprinklers podem ter diferentes designs para criar diferentes padrões de nebulização, tempos de resposta, pressão, dimensão de gotículas, etc. 

Os sistemas automáticos de extinção por água deverão cumprir as normas de proteção contra incêndios, que são disposições legais obrigatórias para o planeamento, a instalação, e a manutenção de sistemas de proteção contra incêndios. Estas normas podem ser redigidas por organizações independentes, associações de seguros, ou autoridades estatais para minimizar a possibilidade e os efeitos de incêndios. 

Os países europeus têm procurado harmonizar as normas EN em toda a Europa, em vez de cada país ter as suas normas de combate a incêndios.

Uma norma de proteção contra incêndios descreve:

- o planeamento (edifícios, tipos de risco, critérios de conceção, abastecimento de água, componentes);
- a instalação (tipo, caraterísticas da conceção, tubagens e condutas, comissionamento);
- a manutenção (inspeção e testes, calendário de manutenção).

O dono da obra escolherá as normas a serem aplicadas, juntamente com a sua seguradora e as autoridades competentes. 





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati