Sistemas de combate a incêndios

Os sistemas de combate a incêndios incluem diversos tipos de meios de supressão ou de extinção de incêndios em edifícios. Estes meios podem ser água, espuma, gás, ou químicos.

 

Os sistemas de combate a incêndios são utilizados para a supressão ou a extinção de incêndios em todos os tipos de edifícios. Existem diversos meios de combate a incêndios, no entanto, todos combatem uma ou mais das três condições necessárias para um incêndio: oxigénio, combustível e calor.

Os sistemas de combate a incêndios incluem: 

·         Sistemas de sprinklers: Os tubos com sprinklers fornecem gotículas de água com um caudal de Q > 1000 l/min e pressão de H > 12 bar. 

·         Sistemas de água nebulizada: Os tubos com boquilhas de água nebulizada fornecem gotículas de água com um caudal de Q < 200 l/min e pressão de H < 150 bar.                      

·         Sistemas de mangueira: Mangueira de mão para supressão do incêndio.

·         Bocas de incêndio: Estão presentes nas zonas urbanas, dando acesso ao abastecimento de água municipal para apoiar os bombeiros no combate a incêndios.

·         Sistemas de espuma: Sistemas em que são adicionados à água agentes espumantes para combater os incêndios. 

·         Sistemas de gás: Sistemas que utilizam gases inertes como o halon, o dióxido de carbono, etc.

·         Químicos: Sistemas secos que utilizam bicarbonato de sódio, bicarbonato de potássio, fosfato de amónia, etc., e sistemas húmidos que utilizam diversos compostos químicos exclusivos. 

O dono da obra escolherá as normas a serem aplicadas, juntamente com a sua seguradora e as autoridades competentes. E o engenheiro consultor selecionará o tipo de sistema segundo o tipo de edifício (produção, armazenamento, escritório, edifício residencial, etc.), o tipo de risco, e os possíveis danos causados pelo meio de combate. 





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati