Válvula de equilíbrio

Durante o comissionamento de sistemas de aquecimento e de arrefecimento, o equilíbrio hidráulico é conseguido através de válvulas de equilíbrio, estático ou dinâmico.

Durante o comissionamento de sistemas de aquecimento e de arrefecimento, o equilíbrio hidráulico é conseguido através de válvulas de equilíbrio. Existem dois tipos de válvulas de equilíbrio: estáticas e dinâmicas.

As válvulas de equilíbrio estático funcionam como uma resistência permanente, integrada no sistema. Logo, as configurações destas válvulas deverão ser calculadas e ajustadas de forma precisa, uma vez que qualquer pequena alteração no sistema pode alterar o caudal para todas as outras válvulas. 

As válvulas de equilíbrio dinâmico funcionam como limitadores de caudal. São configuradas para um caudal desejado, e asseguram que o mesmo nunca ultrapassa esse valor. Se a pressão à frente da válvula aumentar, esta fecha mais, para que a perda de pressão ao longo da válvula seja igualmente superior. Mantendo assim o caudal desejável. A pressão de entrada para uma válvula de equilíbrio dinâmico deverá ser superior a um determinado limite, para funcionar devidamente. Isto significa que a resistência na válvula mais afastada não pode ter um valor próximo de zero, como no caso das válvulas estáticas. 

As válvulas de equilíbrio são produzidas por diversos fabricantes. Alguns destes fabricantes produzem válvulas com equipamento eletrónico para medir o caudal que passa pela válvula. Isto é conseguido medindo a perda de pressão ao longo da válvula, e calculando o caudal segundo o valor Kv da posição da válvula.





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati