Grundfos Portugal cria serviço de lavagem e desinfeção de bombas

10/07/2014

unidade

A Grundfos Portugal estabeleceu nas suas instalações uma Unidade de Higienização de Equipamentos para a lavagem e desinfeção dos mesmos.

A decisão de implementar esta Unidade vem no seguimento da obtenção da certificação OHSAS18001:2007, reforçando o compromisso da empresa com a melhoria contínua do Sistema de Gestão da Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho. Por forma a minimizar os riscos de contaminação biológica ou química, é necessário que todas as bombas enviadas para reparação sejam devidamente limpas.

Instalada num contentor normalizado, esta é uma Unidade inovadora no mercado e equipada com as mais modernas tecnologias.

Todas as fases do processo são devidamente controladas e supervisionadas por técnicos qualificados para o efeito. Os equipamentos são submetidos, em primeiro lugar, a um processo de pré-tratamento, sendo colocados, por um operador, devidamente vestido, num carrinho que se desloca por um chuveiro, lavando-os com detergente e desinfetante. Após este processo preliminar, os equipamentos são novamente lavados, agora através de mangueira, com água quente, detergente e desinfetante novamente. No final, desta lavagem, as bombas encontram-se prontas para serem processadas.

A Unidade de Higienização de Equipamentos possui também uma área para limpeza de peças individuais e uma para limpeza de equipamentos altamente contaminados, além de uma unidade de limpeza por ultra-sons.

Todos os equipamentos instalados neste contentor são Grundfos: uma bomba CRIE para pressurização e 2 bombas DDA para o doseamento de dióxido de cloro – o elemento desinfetante utilizado e produzido também pela Solução Oxiperm Pro da Grundfos.

Todo o ar que circula na Unidade é submetido a tratamento através de um filtro de carvão ativado. A drenagem das águas passa por um processo de decantação e separação de hidrocarbonetos, antes de serem encaminhadas para a rede pública de esgotos. Os efluentes descarregados são ainda submetidos regularmente a análises com a entidade gestora da rede.

unidade2




    Facebook Twitter LinkedIn Technorati