Reciclagem pode reduzir o consumo de água para fins industriais

26/06/2008

Eventos

É possível reduzir em metade o consumo de água para fins industriais, através da reciclagem das águas residuais, refere Søren Nøhr Bak da Grundfos BioBooster, que irá fazer parte da lista de oradores do Water Tribune da Expo Zaragoza no dia 27 de Junho de 2008.

A água é cada vez mais um recurso escasso, problema este que tem sido agravado pelo aquecimento global e pelo aumento da população. Para tal, existe um grande leque de soluções de reciclagem de água da Grundfos BioBooster A/S, que torna possível o tratamento local das águas residuais, para que possam ser utilizadas em torres de refrigeração ou para rega. Este tema será debatido no final de Junho, no âmbito do Water Tribune da Expo Zaragoza.

No futuro, todas as famílias, empresas, escritórios e hotéis terão as suas próprias estações de tratamento locais ou, de uma forma mais precisa, estações de reciclagem de água. Estas tratarão as águas residuais, permitindo que sejam utilizadas para todos os fins, exceto para consumo. Em teoria, deverá ser possível reutilizar 80 a 90 por cento da água.

“É possível reduzir para metade a quantidade de água consumida para fins industriais, se as empresas tratarem a água, utilizando as suas próprias estações de tratamento, e reutilizarem a mesma para aplicações técnicas. Desta forma, as empresas podem reduzir a descarga de águas residuais, bem como diminuir o consumo de água”, explica Søren Nøhr Bak, Director Técnico da Grundfos BioBooster A/S, que desenvolveu uma solução extremamente compacta de tratamento local para águas residuais industriais.

Água e a Cidade na agenda
Søren Nøhr Bak foi selecionado para fazer parte de uma lista de oradores na Water Tribune da Expo Zaragoza 2008 no final de Junho. O tema do debate será “Água e a Cidade”.

“Historicamente, é costume, na maioria dos locais no Mundo, construir uma estação de tratamento central, mas tais métodos requerem um enorme investimento em redes de esgotos para tratamento de águas residuais, tanto para indústria como para habitação. No entanto, não há garantias de que sejam utilizadas em todo o seu potencial. De um ponto de vista social, podem conseguir-se poupanças significativas, simplesmente através da ligação das empresas às estações de tratamento locais, sendo este o método que está a ser aplicado atualmente na Holanda”, explica Søren Nøhr Bak.

Confiança dos consumidores incentiva desenvolvimento de estações compactas

As soluções BioBooster baseiam-se em dois reatores biológicos extremamente compactos. Um pode pré-tratar as águas residuais antes de serem descarregadas no esgoto, enquanto o segundo permite um tratamento completo das águas residuais, tornando-as adequadas para a descarga no ambiente ou para reciclagem.

“Em princípio, a água para reciclagem pode ser igualmente tratada numa estação central de tratamento de grandes dimensões. No entanto, um sistema destes requer que a rede seja extensível aos consumidores, o que se torna extremamente caro, pois uma rede como esta implica dez vezes mais o custo da estação de tratamento actual”, refere Søren Nøhr Bak.

As estações de reciclagem de água da Grundfos BioBooster são atualmente utilizadas para a rega de tomates e de batatas em Bolonha, na Itália, entre outros fins, e estão a ser testadas em fábricas de lacticínios e em fábricas de cerveja na Dinamarca. As estações são entregues em contentores, podendo ser alargadas consoante o aumento das necessidades dos utilizadores.

“Numa situação como esta, uma das coisas mais complicadas de ultrapassar é a barreira psicológica. A ideia da utilização das águas residuais recicladas é difícil de aceitar. Mas a maioria das empresas estão dispostas a aceitar a sua utilização para a lavagem de automóveis, em torres de refrigeração e para rega. Esta é a razão pela qual as estações BioBooster apresentam potencial de crescimento e podem ser desenvolvidas à medida que a confiança do consumidor aumenta”, explica Søren Nøhr Bak.

Para mais informações, visite www.grundfos.com/biobooster

Factos:

> Søren Nøhr Bak foi selecionado para fazer parte de uma lista de oradores na Water Tribune da Expo Zaragoza 2008 no final de Junho. O tema do debate é “Água e a Cidade”.

> O BioBooster da Grundfos é uma estação de tratamento local extremamente compacta para águas residuais industriais.

> O BioBooster tem a capacidade de reduzir o investimento em infraestruturas de rede de esgotos.

> O BioBooster consegue diminuir o consumo de água através da reutilização das águas residuais. Reduzir em metade o consumo da água industrial pode ser uma realidade.

> Águas residuais tratadas são utilizadas em campos de golfe, em Espanha; na climatização de áreas urbanas em Tóquio e para neve artificial nos Estados Unidos, entre outras.

> Em Singapura, quinze por cento da água potável são águas residuais tratadas.

> Em média, um Europeu utiliza entre 100 a 200 litros de água por dia, dos quais apenas 3 a 5 litros são realmente consumidos.





    Facebook Twitter LinkedIn Technorati